Morar no 4 de janeiro é coisa de fdp.

Querido leitor, hoje, em um dia muito especial para vós. 24 de março. 24 OK. não posso deixar de agradecer pela crescente visita de vocês por aqui – e olha que eu nem pago mais – e pela propaganda que têm feito…se é que têm feito…

Pois bem, contarei-vos  o ocorrido de hoje, mais um dia sofrido na vida do blogueiro que vos fala.

“OH GOSH!!!!!! CÊÊ JUURA, ALMARÍÍÍÍ?????”

Má claro.

Onde começar…bem, como dito na série de posts anteriores ,mimizentos,  eu acordei com o alarme do celular na orelha, arrumei-me e fui pra escola. Chegando lá , tudo normal, tirando o fato de quê eu tava parecendo o charles do pânico quando entrei na sala, sem zuação…mas enfim, continuemos…

Cronograma de um protelador:

1º tempo de aula: dormir;

2º tempo: babar;

3º: coçar a região escrotal.

ae, tem o  sempre proveitoso intervalo. Como Amauri é da geração saúde, jogou vôlei tentou, OK e basquete.

Voltei pra sala e aí respondi um questionário onde todo mundo tinha que falar sobre o tempo de estudo em casa, sobre uma futura carreira, whiskas sachê.

Simulação:

1 – Você tem o hábito de estudar?

R= Não. Sim. Não.

2 – Se sim, quanto tempo você reserva para estudar?

R= Como assim, antes ou depois de jogar minha bolsa debaixo da cama?

3 – Se não, Porquê?

R= Porquê não tia, coisa chata viu.

4 – Qual profissão deseja exercer e porquê?

R= Traficante. Por causa da coca. sem mais.

5 – Respondeu com seriedade todas as perguntas?

R= Má claro, tia.

Depois, mais tempos de aula e aí saí. Eu, cauã, vinicius, rodrigo, marcelo e thierry henry  tinhamos um trabalho de artes sobre linhas.

cês imaginam, um bando de moleque retardado indo fazer trabalho juntos. e ainda na casa de um deles. só podia dar merda, tava prevendo…

a casa do vinicius é lá NO CU DO MUNDO. 4 de janeiro? APONIÃ? WHAT THE HECK?

Enfim, tavam querendo que eu saisse da escola e fosse direto pra casa dela, dele, dela, daquilo.

MÁ NEM FUDENDO, quer dizer, só com a nana gouvêa.

fui pra minha casa, almocei, e troquei de roupa, como era num lugar que eu considerava inexistente, até então, liguei pra um táxi e fui pra lá nem o taxista sabia direito que lugar era esse…mesmo assim, cheguei.

táxista: 15 reais.

– * tirando 50 reais da carteira e entregando*

táxista: tem 1 real?

– * fingindo quer to procurando * Não, seu moço.

Táxista sempre pergunta se você tem 1 real. NUNCA diga que tem, mesmo que tenha. Sempre eles dão um jeito de arrendondar os centavos pra cima quando vc libera o money.

beleza…cheguei em frente da casa do vinicius e encontro o divo, o sensacional, o ilustrisssímo.

THIERRY, que devo mencionar, estava conversando com uma guria.

Muleque…tem uma coisa que não entra na minha cabeça…Thierry é feio feito meu saco escrotal, mas vive rodeado de meninas gatas…oh gosh, vai entender.

conversei um poco com ele, que havia chamado o nosso anfitrião para abrir a porta mas sem sucesso, então thierry dá a idéia de ir até o chopp do 4 que é quase uns 100 metros andando da casa do infeliz, pois segundo ele o vinicius nos esperaria lá.

No caminho, quando iamos atravessar a rua, encontramos Cauã, rodrigo e vinicius com uma garrafa de coca-cola na mão e nos juntamos a eles que disseram estar esperando um tempão…foda-se. Como os muleques são flamenguistas, quiseram pegar um playstation 2 na casa de um amigo do vinicius, pegamos, depois andamos e  entramos na casa do vinicius, e fomos fazer o trabalho.

Quando eu adentrei a residência, notei o discaso da qual ela está sendo acometida…tinha roupa do muleque até na janela…Precisava recarregar a bateria do meu celular, então perguntei pro vinicius onde poderia plugá-lo:

– Onde tem tomada aqui?

– aQuIIIIII * apontava ele, pra uma tomada em baixo duma tábua de passar roupa…com a farda do colégio em cima. *

– OK

apesar de recioso coloquei meu celular lah e fui APESAR DE MUITO RECIOSO, pro quarto do muleque fazer o trabalho,  rodrigo e cauã, como dois bons flamenguistas já pegaram o play e os controles que tinham levado e trataram de armar o circo.

a gente tinha que fazer trabalho, e os muleques ficaram jogando playstation… e porra…ficaram jogando futebol, ainda. que eu sou ruim pá caraleo.

Destaques para as partidas:

Cauã 4 – 1 amauri

Vinicius 3 – 2 amauri

enfim… só pra ces terem uma noção básica do quê eu sou bom no futebol do play 2.

o tempo tava passando e os muleques divididos entre o playstation e o notebook do trabalho.

fiquei puto e fui embora prq já eram 5 horas.

Sai disposto a pegar um ônibus porquê tinha gastado 15 reais de táxi só pra jogar duas partidas de playstation 2 ¬¬

só que seguinte…LÁ SIMPLESMENTE NÃO TEM NEM UM ÔNIBUS PRA MINHA CASA…

vejam vocês minha situação… depois de andar feito um condenado, suar pra caralho e ir à todas as paradas próximas e confirmar que todos os ônibus que ali passassem me levariam para a perda da virgindade precocemente, me dirigi à fármacia que tinha por ali, recarreguei meu celular, que tava sem crédito e tentei ligar pra minha mãe ir me buscar…sem sucesso.

Então voltei pra casa do vinicius:

EI SEUS INFILIZ, ABRI SÁ POHÁ AQUI!

sem sucesso mais uma vez. eles com certeza tavam numa suruba lá dentro e não me ouviram…

Rapaz…não tinha outra opção, liguei pro táxi de novo. Chegou um táxista visivelmente bêbado – sempre é um cara bêbado – e perguntou pra onde:

– DE ONDE CÊ VEIO PRA ONDE CÊ VAI? HAHAHA

– HAHAHA, eu vim da minha casa senhor. Quero voltar pra ela.

Dei o endereço pro cidadão que entre tosses e espirros, começou a olhar o relógio constantemente e tava entrando numas ruas escuras e sem movimento, velho, nessa eu hora eu pensei

PORRA ESSE CARA QUER COMER MINHA BUNDA!

mas felizmente ele chegou na rua da minha casa e flw:

– HAAHA! TÀ ME DEVENO 18 conto

– HAHA! * entreguei 20 reais, peguei o troco e sai* Té MAIS.

Entrei em casa, e pra encerrar, o dia que já tava ficando escuro demais, peguei minha bicicleta e dei uma volta pelo bairro.

TAVA UMA MERDA DE TANTO CARRO, E VALÃO E LAMA PODRE… MAS UM DETALHE MUITO IMPORTANTE! VOLTEI COM A BICICLETA!

cara, na moral, deixei de ir no sesi pra ir pra essa porra. Como gastei com os táxis, não tenho mais dinheiro se quiser sair, e ainda andei feito um presidiário atrás de um busão, e tipo, nem sei se eles fizeram alguma coisa do trabalho…e até agora me pergunto se no antigo colégio isso me aconteceria…

Acho que vou fugir de volta pro sesi. Lá, pelo menos as meninas gostam de mim e nenhum travesti me alisa no caminho pra casa. É, vou fugir pro sesi.

Anúncios

0 Responses to “Morar no 4 de janeiro é coisa de fdp.”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Assine o feed

Caca do momento: "Traveco infeliz..."

Leseiras mensais

Aclamados pela crítica u,u

Kd meu dinheiro. Mostra como uma simples ida ao shopping pode se tornar em um puta de um fail.

Top 5 maneiras para desencanar de alguém. Inútil.

Visitantes

  • 9,234 desavisados

%d blogueiros gostam disto: